Era uma Vez o Futuro discute as novas metodologias na educação voltadas para o uso das ferramentas tecnológicas

//Era uma Vez o Futuro discute as novas metodologias na educação voltadas para o uso das ferramentas tecnológicas

Para discutir os reflexos da evolução tecnológica na vida de todas as pessoas, o Centro Educacional Século realizou a 2ª edição do evento Era Uma Vez o Futuro, abrindo espaço para que a comunidade interessada na evolução educativa refletisse sobre as novas metodologias na educação voltadas para o uso das ferramentas tecnológicas.

Segundo a Diretora de Ensino e Inovação, Nivia Carvalho, a escola, a partir do evento, inaugura mais espaços para possibilitar a inserção dessas novas metodologias em sala de aula. “Para chegar a esse momento, capacitamos os nossos professores para que entendessem que o exercício de ensinar já não acontece no modelo tradicional.  É um modelo no qual recorremos ao mundo digital, às metodologias ativas para que o aluno ganhe mais interatividade com os professores”, afirmou.

A primeira edição do evento, realizada em novembro do ano passado, teve como objetivo apresentar para a comunidade escolar e convidados a nova proposta pedagógica e estrutural que a instituição estava assumindo: “Em menos de 1 ano nós convidamos de novo a sociedade para que pudessem conhecer tudo o que estamos fazendo em termos de educação do futuro. As nossas salas, os nossos espaços que justificam os nossos projetos. Por isso, reconhecemos como escola, que temos que mostrar para a comunidade esse avanço na educação que o Século representa”, afirmou a diretora.

Tendo em vista que os papéis mudaram e que o aluno tem se tornado o centro da sua própria formação, o uso das ferramentas digitais tem se tornado indispensável, uma vez que permite ao aluno o contato com o assunto antes da aula acontecer, possibilitando uma maior interação entre professor e aluno, mas a partir de uma perspectiva de auxílio, como um mentor no processo de formação.

O palestrante da noite foi o especialista e embaixador de Educação da Organização dos Estados Americanos, professor Celso Antunes, que conheceu esses novos espaços voltados para aplicação dessas novas metodologias de ensino. “Hoje estou realmente encantado. Tive a oportunidade de andar por escolas e países onde a educação é muito significativa e são espaços admiráveis, se os espaços do Século estivessem na Finlândia, na Dinamarca, naqueles países que são o topo da educação mundial, não haveria surpresa, porque em alguns momentos em que eu percorri o Século me beliscava … Estou no Brasil?”, comentou Antunes.

Durante sua palestra sobre “Novas Maneiras de Ensinar, Novas formas de aprender”, o especialista em educação afirmou que os métodos ativos representam uma estratégia que faz toda diferença.

“Quando se pensa no aprender, se pensa na apresentação do professor e na aprendizagem do aluno. Quando esses dois elementos se manifestam, você tem estratégia, uma delas é a aula expositiva, que não é a mais eficiente, no entanto é praticamente a única praticada. E muitos vezes, até pelo tédio que ela gera, cria indisciplina, gera cansaço no professor e o aborrecimento do aluno. Quando esse professor aprende outras técnicas de aula, sente que aquilo realmente faz uma diferença brutal e o aluno lamenta que a aula vá chegando ao fim porque ele está empenhado em um jogo que ele quer que continue”, afirmou o especialista durante a palestra.

Essa mudança já se percebe no desempenho dos alunos, uma vez que os mesmos aumentaram seu engajamento nos temas das aulas. Segundo Cristiane Batista, mãe da aluna do 3º ano do Fundamental I, Taís Pará, a escola Século hoje traz uma gama de ideias novas. “Todas  as crianças praticam robótica, as salas google ajudam muito nas pesquisas das crianças. A escola usa outras formas didáticas que eles também apresentam junto às novas tecnologias para as crianças”, comentou a mãe.

O evento fortaleceu a parceria existente com escolas da rede pública e instituições desassistidas do ponto de vista econômico, com a finalidade de apoiar sua gama de projetos sociais. Dessa forma, fez entrega de donativos para quatro instituições: Associação Espírita Joana de Cusa; Espaço de Atendimento Multidisciplinar ao Autista Amigo Ruy; Centro de Formação Vida Alegre; Ministério Abrigo Monte Salém; Instituto Autismo do Amazonas e a Escola Municipal Ivan Junior Saraiva de Barros.

A coordenadora executiva do Centro de Formação Vida Alegre, expressou sua felicidade ao participar do evento e receber esse apoio do Século. “Hoje eu estou vendo aqui uma escola de primeiro mundo e nós vivemos em uma realidade tão humilde e me sinto honrada, por termos sido recebidos tão bem, de igual para igual”, contou.

O Centro Educacional Século, com mais uma edição do Era uma vez o Futuro, expôs para a sociedade os novos métodos educacionais aliando o uso de ferramentas tecnológicas na sala de aula.

Assista na íntegra a Palestra do Professor Celso Antunes:

Veja os detalhes do evento:

2ª edição do Era Uma Vez o Futuro

Tweets

Quer receber mais  informações sobre a  Escola?

Cadastre seus dados aqui.

 

2018-04-27T12:52:47+00:00